Associação Cultural, Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Cone leste Paulista


Projeto iniciado em: 2007 - Restaurado em 2010 - Todos os direitos reservados
Página do Projeto Social "Formiguinhas do Vale" uma O.S.C.I.P. sem fins lucrativos
Protocolizado sob o nº. 27.616 em 04/12/2009 e registrado em micro-filme sob o nº. 18.112 em 15/12/2009 - 1º Cartório Registro SJC

Produzido por Webmaster JFB © 2010 Todos os direitos reservados. All rights reserved

Mitos do Folclore Brasileiro

Voltar Biblioteca
Alguns mitos em destaque

 
O Mapinguari

Mapinguari é o mais popular dos monstros da Amazônia. Seu domínio entende-se pelo Pará, Amazonas, Acre, vivificado pelo medo de uma população meio nômade que mora nas matas, e nas margens desertas dos grandes lagos e lagoas.

O Zumbi

Figura misteriosa e pouco divulgada como mito dentro do nosso folclore. Ora se assemelha ao guerreiro escravo Zumbi, ora a uma figura sobrenatural que vaga pelas noites à procura de vítimas.
 
O Saci Pererê

O moleque Saci, que ora se transforma em pássaro, ou redemoinho de vento, pode ser o mais conhecido, mas não o mais antigo. Revisamos o texto com a ampliação da nossa base de pesquisa.

 
A Mulher da Meia Noite
Você sabia que a Mulher da Meia Noite tem uma versão até em Fernando de Noronha? É um mito que ocorre em quase todas as partes do mundo e não apenas aqui entre nós.
 
Chibamba
Mito pouco conhecido do nosso folclore. Chibamba é um remanescente dos rituais negros da África, que mais tarde se transformaria na Cuca, ou no Negro Velho, o pavor dos nossos avôs.
 
O Barba Ruiva
Barba Ruiva, homem encantado, que vive na lagoa de Paranaguá, ao sul do Piauí. É alvo, de estatura regular, cabelos avermelhados. Alguns o temem, mas é inofensivo...
 
A Cabeça Satânica
Dizem que este "ser" seria a própria encarnação do mal. Aparece em lugares malditos e seu nome jamais deve ser pronunciado. É uma Cabeça que persegue sua vítimas saltitando como uma bola.
 
Lendas e Mitos do Folclore Regional Brasileiro:
 
 
Comum em todo Brasil:
 
* O Pé de Garrafa
O Pé de Garrafa é um ente que vive nas matas e capoeiras. Raramente é visto. Mas ouvem sempre seus gritos agudos ora amendrontadores ou tão familiares que os caçadores procuram-no, certos de tratar-se de um companheiro ou parente perdido no mato.
 
 
* A Bruxa
A Bruxa dos medos infantis só aparece nas ameaças noturnas quando a criança teima em não dormir. É um mito comum em todo Brasil e ora se confunde com a Cuca, ou outras figuras da noite, usadas desde os tempos antigos para controlar crianças inquietas.
 
* O Zumbi
Interessante mito do nosso Folclore que algumas vezes se confunde com o Saci, ou mesmo com o Heroi que liderou a rebelião dos Palmares Alagoanos. É um mito que explica inclusive de onde surgiu algumas expressões importantes do nosso vocabulário.
 
* A Cuca
Embora a maioria a identifique como uma velha enrugada, de cabelos brancos e assanhados, muito magra, sempre ávida por crianças que não querem dormir cedo e fazem barulho, há muito mais por trás desse curioso mito de nossa cadeia folclórica.
 
 
* A Lenda do Curupira ou Caipora
Personagem protetor das florestas e dos animais e tem os pés ao contrário. Dizem ter origem dentre os Tupis. Mas, na verdade, pode ser um mito comum em todo o mundo, inclusive em todo Brasil, com pequenas variações entre as regiões.
 
 
* O Boi-Tatá
Animal extraordinário que vive nos rios e tem os olhos de fogo. Este mito, apesar de muito comum entre os índios, ocorre em todo país, na América do Sul e Central.
 
 
* A Matinta-Pereira
Misteriosa criatura, ora pássaro, ora gente, que vive nas matas. Embora muito comum nos estados da Região Norte, é conhecido no País inteiro. Trata-se de uma variação da Lenda do Saci Pererê e do Caipora.
 
 
* O Lobisomem
Criatura metade homem e metade lobo. De acordo com a lenda se alimentava de crianças. Lenda Européia, mas hoje comum em todo mundo.
 
 
* A Mula-sem-Cabeça
Uma estranha aparição que corre pelas ruas dos pequenos povoados assustando todo mundo. Dependendo da região, ela pode ou não ter cabeça.
 
 
* A Mulher da Meia Noite
Aparição na forma de uma mulher jovem e bonita, que encanta a todos e desaparece na porta dos cemitérios. Eis um mito que ocorre nas américas e na Europa, com relatos documentados desde a Idade Média. O personagem pode variar de um País para outro.
 
Região Centro Oeste
 
* Romãozinho - (Atenção: Conteúdo Inadequado para crianças)
Eis a lenda de um menino que era a maldade em pessoa. Era tão ruim que cometeu falso testemunho contra a própria mãe; então foi amaldiçoado... 

 
Região Nordeste

 

* A Lenda do Quibungo
O Quibungo é uma espécie de Bicho-Papão negro, um visitante africano inesperado que acabou por se domiciliar na Bahia, onde passou a fazer parte do folclore local. Trata-se de uma variação do Tutu e da Cuca, cuja principal função era disciplinar, pelo medo, as crianças rebeldes e relutantes em dormir cedo.
 
 
* A Cabeça Satânica
Dizem que este "ser" seria a própria encarnação do mal. Aparece em lugares malditos e seu nome jamais deve ser pronunciado
 
.  
* A Besta Fera
Terrível criatura que assusta as cidades do interior do País. Conforme a crença é o próprio demônio.
 
 
* A Cidade Encantada de Jericoacoara

Lenda de uma misteriosa cidade subterrânea, existente em algum lugar no litoral do Ceará, com torres de ouro e uma princesa encantada.
 
 
* O Papa Figo
Personagem muito popular, que sofre de uma terrível doença, cuja cura é o fígado de crianças. Por isso dá presentes às crianças para atraí-las. Lembra o mito Europeu do Velho do Saco. Essa versão do Papa Figo foi primeiro relatada no Nordeste, na cidade de Recife, Pernambuco.
 
* A Lenda do Barba Ruiva
Mito que nasceu no Piauí, às margens da Lagoa Paranaguá. É a história de um estranho homem de Barba Ruiva ou Branca, que corre atrás das mulheres... 
 
 
* A Cabra-Cabriola

Terrível criatura que pega meninos malcriados e desobedientes. Ela entra nas casas ao farejar que lá dentro, tem menino que não obedece aos pais ou faz xixi na cama. 

 
Região Norte

 

* A Lenda do Mapinguari
Mapinguari é o mais popular dos monstros da Amazônia. Seu domínio entende-se pelo Pará, Amazonas, Acre, vivificado pelo medo de uma população meio nômade que mora nas matas, e nas margens desertas dos grandes lagos e lagoas sem nome.
 
 
* A Mãe-Dágua - A Iara
Lenda da sereia que com seu canto mágico, atrai as pessoas para o fundo dos rios, ou lagos.
 
 
* A Lenda da Cobra Grande, ou Cobra Norato
A incrível história de uma índia que deu à luz a dois filhos que eram Cobras...
 
 
* A Lenda da Vitória Régia
Mito indígena que conta como surgiu a planta, que só existe no Amazonas, chamada Vitória Régia. 
 
Região Sudeste
 
 
* Chibamba
Lenda de um fantasma do sul da província de Minas Gerais, que amedronta crianças choronas. Anda envolto com uma esteira de bananeira, ronca como um porco, e dança enquanto caminha.
 
 
* A Lenda do Saci-Pererê

História ilustrada com a lenda desse personagem símbolo do nosso folclore. Junto com o Caipora, é sem dúvida o mais famoso personagem do folclore brasileiro.
 
* A Missa dos Mortos
Lenda de uma misteriosa missa que de tempos em tempos é realizada para aliviar o sofrimento das almas penadas.
 
Região Sul

 
* O Negrinho do Pastoreio
O mais popular Mito do Sul do País. É a história de um pequeno escravo que se tornou mártir.